Tem muitas pessoas que chamam de capeletti, mas nós gostamos do nome regional que é agnoline (leia-se anholine).
Mais utilizado em sopa, misturado ao caldo de galinha, também pode ser servido como se fosse um espaguete, mesmo com o nariz torto dos mais tradicionais.
Boas aventuras.

Ingredientes
500g de agnoline de massa fina
04 tomates maduros (tipo gaúcho, mas não muito grandes)
01 cebola grande
03 abobrinhas (eu chamo de suquete – nome regional)
01 pimentão amarelo (pequeno)
01 pimentão vermelho (pequeno)
02 dentes de alho
02 linguiças tipo calabresa
150 g de camarão médio
02 laranjas para suco (bem amarelas)
Sal grosso

Para fazer
Refogar, em fogo brando, a cebola bem picada em uma panela com azeite. Deixar até dourar a cebola.
Juntar os tomates, cortados em pedaços grandes, com pele e com semente.
Depois, as abobrinhas cortadas em pedaços pequenos (não muito pequenos, claro) e o pimentão e o alho picados (sim, em pedaços pequenos).
Deixar cozinhar por uns 10 minutos em fogo brando.
Cozinhar o agnoline com sal grosso em água fervente.
Em uma frigideira, a parte, fritar o camarão.
Em outra frigideira, fritar a linguiça calabresa cortada em fatia bem finas.
Quando o agnoline ficar pronto, agregar ao molho.
Depois, dividir em metade com camarão e servir com raspas de casca de laranja.
A outra metade, misturar com a calabresa e servir com queijo parmesão suave.

Serão dois pratos com sabores distintos. Um acompanha vinho tinto e o outro um vinho branco. Boas aventuras.