Toda vez que uma empresa altera sua marca, geralmente utilizada por longos anos, a maioria das pessoas tende a estranhar e reclamar. Normal. Porém, a Gap abusou do direito de fazer bobagem.

O novo (e terrível) logo revelado ontem está tomando porrada de todo lado na internet. No Facebook e no Twitter, designers e estúdios se oferecem para criar um novo, de graça.

A vergonha é tanta, que nem a própria Gap alterou a marca em sua página no Facebook, continua utilizando o antigo.

Para tentar conter a revolta popular, a empresa anunciou que vai lançar um projeto de crowd sourcing nos próximos dias. Declararam que ficaram surpresos com o buzz e o debate que o logo gerou, e vão permitir as pessoas que enviem suas próprias sugestões de design.

A agência que criou a nova marca, Laird + Partners de Nova York, não se pronunciou. Isso me lembra um certo logo de Copa do Mundo, que vai acontecer em 2014. A diferença é que a Gap, pelo menos, tomou uma atitude.

E o aprendizado que fica é que, em tempos de mídias sociais, uma empresa não pode nem mais tomar suas próprias decisões ruins de design como já fazem há anos.

Fonte: Brainstorm9