Considerada a papisa da moda brasileira, Costanza Maria Teresa Ida Clotilde Pallavicini Pascolato lança Confidencial, seu terceiro livro, em um tom diferente dos já famigerados guias/dicas de moda. Apesar de dar toques durante todo o livro, Costanza assume um caráter mais confessional e intercala as dicas de moda, alimentação e bem estar com passagens de sua vida, ilustrando-as com uma série de fotos.

O melhor do livro é desmistificar uma mulher que, à primeira vista, parece intocável, mas leva sua marmita para o Fashion Week, se esbalda na pista ao som de Cansei De Ser Sexy, fala palavrão e teve uma dor de dente curada por Givenchy.

Costanza diz que resolveu escrever este livro, para explicar como chegou “sempre tão arrumadinha a essa altura do campeonato”. Quem a conhece, sabe que “arrumadinha” aqui é um eufemismo modesto para “impecável”. “Disciplina, empenho e auto-observação” são a chave, segundo a autora, para se enfrentar a vida. Apesar dessa diretriz um tanto estóica, ela aconselha: “Precisamos nos apaixonar, porque viver uma paixão é experiência necessária para a integridade de nossa personalidade”.

Anúncios