Em janeiro a PepsiCo decidiu mudar radicalmente a comunicação de Gatorade, seu segundo produto mais vendido mundialmente. Em uma tentativa de modernizar a marca, lançaram uma novo logotipo (um “G” com um raio pequeno), mudaram todos os rótulos das embalagens (várias versões ganharam mensagens de atitude no lugar da marca) e lançaram uma campanha de comunicação baseada em benefícios emocionais.

Só faltou combinar com o consumidor. Talvez pela presença de muitas opções na gôndola ou pela mudança muito radical de benefício funcional para emocional, a marca acabou perdendo identidade e caiu -17% em vendas e -4.5% de participação nos EUA, seu maior mercado. Isso teve um impacto direto nos resultados da companhia, que fechou um sofrido 1º semestre com queda de 6% em vendas.

Anúncios